Imersão do ‘Vamos Ocupar a Cidade’, projeto criado por Caio Cunha, foi um sucesso e superou expectativas

Programa de formação de líderes começou superando expectativas

O primeiro encontro do "Vamos Ocupar a Cidade” (VOC) reuniu aproximadamente 100 pessoas interessas em protagonizar na política buscando um cargo eletivo ou simplesmente com o objetivo de melhorar a atuação cidadã.

Foram mais de 7 horas com palestras e dinâmicas que abortaram temas autoconhecimento e valores que sustentam a metodologia do projeto. “Antes de desbravar na vida pública é de fundamental importância que as pessoas conheçam suas vulnerabilidades e a real motivação da tal decisão” afirma o idealizador do programa Caio Cunha.

Essa primeira imersão do VOC contou com palestras e facilitação do educador José Henrique Porto, formado em História pela USP e Pós-Graduado em Filosofia da Educação pela PUC que palestrou sobre a “Jornada do Herói” e facilitou as dinâmicas. Já os temas vulnerabilidade, níveis neurológicos e redes de relacionamento foram ministrados por Pedro Ivo, publicitário e autor do livro “Empresas Espiritualizadas”. Já Caio Cunha compartilhou como foi o caminho até se tornar o mais votado da cidade e apresentou o DNA do projeto.

Porto ficou emocionado com o resultado do evento. “Colocar o desenvolvimento humano e autoconhecimento como ponto de partida para a formação de líderes políticos, além de inovar na política, é ter a esperança de que dias melhores estão por vir”.

Caio afirma que ficou muito orgulhoso com o retorno do público e que o Programa está apenas no começo, mas já está alcançando os principais objetivos. No total serão 7 imersões, que acontecerão nos próximos 18 meses com a participação de personalidades políticas e especialistas nas áreas de ciências políticas, marketing, campanhas eleitorais e desenvolvimento humano.

O “Vamos Ocupar a Cidade” é um programa de formação de lideranças políticas desenvolvido pelo Instituto SEJA com o objetivo de engajar e preparar pessoas para uma participação efetiva na política em 2020. “Queremos impactar e estimular as pessoas a saírem de suas zonas de conforto para transformar a realidade social e política do Brasil a partir de Mogi das Cruzes.