fbpx

Justiça determina que dados de medição de limpeza pública do município sejam entregues ao vereador Caio Cunha

Em suas redes sociais o vereador comentou essa semana que não sabia os dados de medição de limpeza pública, pois essa informação havia sido negada pela prefeitura, alegando que não respeitava as normas do Regimento Interno.

O vereador decidiu recorrer à justiça e o processo foi protocolado sexta-feira (9) e respondido a noite. O juiz determinou que a prefeitura forneça os dados em caráter de urgência.

"Vitória da transparência! A população precisa ter acesso a dados, eu preciso ter acesso a dados para poder entender tudo que acontece no município, também sou representante da população", comemorou o vereador. 

Sobre o Regimento Interno
 
Modificado pela Casa, a nova norma do Regimento Interno da Câmara Municipal de Mogi das Cruzes diz que para fazer solicitações de dados e pedidos de informação, o vereador requerente precisa colher 7 assinaturas (o que corresponde a 1/3 da Câmara) para poder dar entrada no processo. Fato esse que já é considerado um absurdo pelo vereador. "Essa situação intimida os vereadores que tem medo de represálias ao assinar um documento que vai cobrar informações da prefeitura", disse Caio.