fbpx

Coletivo MogiAnas aposta em mandato colaborativo

No mês das Mulheres, o Movimento ‘Vamos Ocupar a Cidade’ lança a primeira pré-candidatura coletiva para as eleições de 2020. Mães, ativistas e moradoras de Mogi das Cruzes, Luana Guimarães, Fabiana Guerra e Ana Rosa Apolinário formam o coletivo intitulado como ‘MogiAnas’ e compõem uma proposta diferenciada de mandato parlamentar: descentralizado, participativo e horizontal.

“Vimos na pré-candidatura coletiva a possibilidade de potencializar as ações que já realizamos. Este formato de trabalho, em que nenhuma de nós toma uma ação ou decisão sozinha, fortalece ainda mais o espírito de democracia. Afinal, são mais pessoas representando e colaborando com trabalho político”, destacou Luana.

A ideia é que ao descentralizar o trabalho legislativo em três pessoas, o alcance das ações seja potencializado. “Com mais gente somando, conseguimos atuar de forma mais eficaz, seja na fiscalização, elaboração de leis e representatividade popular”, afirmou.

O compromisso da horizontalidade do mandato foi assinado em termo pelas três integrantes e, na prática, se eleitas, elas querem legitimar este novo modelo dentro do gabinete. “Vamos trabalhar de forma conjunta. Ainda que eu represente oficialmente o mandato como vereadora, todas as demandas serão analisadas e votadas por nós três”, informou Luana.

Para a pré-candidatura, as “Anas” somam as experiências de vida profissional que as credenciam para concorrer a uma cadeira: todas possuem experiência em temas relacionados à defesa da criança e do adolescente e dos direitos das mulheres em geral,  tendo atuado diretamente em áreas como o Conselho Tutelar, Advocacia para mulheres vítimas de violência, Orientação e acolhimento de casos de violência obstétrica, entre outros segmentos.